Cachaça Wille

Agroindústria familiar fortalece suas origens pelo nome

Empreendimento foi inaugurado com a presença da comunidade e de diversas autoridades

Poço das Antas – A comunidade poçoantense acompanhou na sexta-feira, dia 20 de outubro, a inauguração da Agroindústria Familiar Cachaça Wille, que tem a frente os primos e sócios proprietários Vilson Luis Schneider e Tiago Guilherme Flach. A intenção de montar a cachaçaria surgiu pela vontade de ambos em ter um negócio próprio, tendo em vista a continuidade na propriedade da família e a consequente melhoria na qualidade de vida. Tiago é formado em Administração e Vilson já teve experiência como bancário, mas foi nesse modelo de negócio que viram a oportunidade de voltar às suas origens e tornar real um sonho alicerçado em antigos projetos pessoais.

 

 

 

 

 

 

     A agroindústria de 250 m² produz quatro tipos de cachaça: carvalho, umburana, cabriúva e prata, que são oferecidas em nove diferentes embalagens. A previsão de entrada no mercado é dezembro de 2017. A inauguração foi momento de comemorar essa conquista com os parceiros e instituições que auxiliaram, apoiaram e colaboraram no desenvolvimento desse projeto, que teve início em 2016. Ambas as propriedades são participantes do Programa de Gestão da Agricultura Familiar, desenvolvido pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) e executado pela Emater/RS-Ascar, sendo que foram eleitas como Unidades de Referência para outras propriedades em Gestão Econômica, Social e Ambiental.

Pronunciamentos
     A presença de familiares, amigos e diversas autoridades municipais e estaduais foi o destaque do evento. A abertura do momento solene foi com a apresentação dos produtos oferecidos pela agroindústria, conduzida pelos empreendedores, que posteriormente deixaram o seu agradecimento a todos que, de alguma forma, auxiliaram na conquista desse objetivo, garantindo: “firmamos o compromisso de diariamente melhorar os nossos produtos, representar a agricultura familiar e manter as nossas origens por onde formos”.
     O irmão Lassalista Olávio Schneider, que é tio de Vilson e Tiago, apresentou ao público a origem do nome da agroindústria, que presta uma homenagem ao avô dos empreendedores: Pedro Guilherme Schneider, mais conhecido como Wille. O presidente da Câmara de Vereadores de Poço das Antas, Leonardo José Flach (PTB), agradeceu aos empreendedores por terem escolhido essa comunidade para instalarem a sua agroindústria, parabenizando pela caminhada e desejando sucesso no futuro. O presidente da Cooperativa Languiru, Dirceu Bayer falou em nome das 3 cooperativas coirmãs Languiru, Certel e Sicredi. Ele enalteceu que esse empreendimento é um exemplo para os jovens da região de que é possível apostar no agronegócio, através da representatividade e lideranças que demonstram apoio a esse tipo investimento.     
     Em nome dos deputados federais Elvino Bohn Gass (PT) e Heitor Schuch (PSB), pronunciou-se o assessor regional do deputado Bohn Gass, Rudimar Müller, que demonstrou o orgulho em ver a concretização dessa agroindústria, declarando que os deputados são apoiadores desse empreendimento. O deputado estadual Aloísio Classmann (PTB) que deixou a sua palavra em nome dos membros da Assembleia Legislativa do Estado, elogiou principalmente a escolha do nome para a agroindústria, considerando que, quem preserva o passado, sabe de suas raízes no presente e colherá sucesso no futuro.     
     O prefeito de Poço das Antas, Ricardo Luiz Flach (PP), falou sobre o sentido de “agroindústria familiar”, pois levando em conta as vezes que visitou o empreendimento no período de construção, viu muitos familiares ajudando na concretização desse negócio. Flach mencionou também o trabalho de auxílio da prefeitura municipal, da Emater/RS-Ascar e das demais entidades que apoiaram esse trabalho. O diretor técnico da Emater/RS-Ascar, engenheiro agrônomo Lino de Moura, enfatizou que a cada três dias, uma agroindústria é regularizada no Rio Grande do Sul, mencionando que isso se deve, graças ao empenho das famílias e apoio das organizações que trabalham em conjunto, destacando o Programa Estadual de Agroindústria Familiar desenvolvido pela SDR e executado pela Emater.     
    O secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcísio Minetto, considerou que esse empreendimento é um resgate da ética e das tradições do homem do campo. Para ele, essa agroindústria já é um sucesso, pois tem jovens à frente. “Aqui temos uma cachaça diferenciada, que fará sucessos nas feiras”, pontuou.  

Inauguração
     Depois do momento de pronunciamentos e da solenidade, foi hora de inaugurar oficialmente a agroindústria, com o descerramento da placa, recebimento do certificado de inclusão no Programa Estadual de Agroindústrias e corte da fita inaugural. Antes da comunidade conhecer o interior do empreendimento, o padre da Paróquia São Pedro Apóstolo, Adilson Schlindwein, foi convidado para invocar a bênção de Deus sobre os proprietários e seu novo empreendimento e abençoar as instalações. Como também não pode faltar, foi realizado um brinde de cachaça entre os proprietários, autoridades e o público, para marcar esse momento de comemoração. O evento continuou durante a tarde com um momento de confraternização entre os convidados.

Texto e fotos: Jenifer Kunzler Beckenbach/Jornal Informativo

 

Localização

  • Poço das Antas - RS
    Av. São Pedro, 1213 - 95740-000

Contato

Horário de funcionamento

Segunda a sexta 7:30 as 11:30 - 13h as 17h
Sábados fechado